Textos e Reportagens

 

"Pensamento – Reflexão"
Márcia Homem de Mello©

 

De tanto ouvir comentários sobre o documentário “O Segredo”, acabei indo procurar uma locadora para ver do que se tratava. Assisti todo o documentário, e ao final, confesso que fiquei bem reflexiva sobre o tema ali tratado, a “Lei da Atração”.

 

Para quem ainda não leu o livro ou viu o documentário, eis um resumo retirado do site: http://www.leidaatracao.com.br/home.php#oque

 

“A Lei da atração é mais uma lei do Universo, a mais bela e sublime dentre todas que regem nossas vidas.”

“Nós, seres humanos somos privilegiados, somos os únicos seres vivos do Planeta que possui o dom de pensar, criar e desejar. Temos a capacidade de imaginar nossos sonhos e projetar uma realidade para o futuro. Temos o dom de sentir, de nos apaixonar, de amar e muito mais. Temos o dom de atrair tudo o que queremos para nossas vidas, esse é o verdadeiro presente que recebemos quando nascemos. Um presente incrível capaz de transformar e modificar as pessoas e tudo ao seu redor. Além do poder de atrair, possuímos o poder de acreditar.“

 

Bom diante do que vi e depois andei lendo a respeito, fiquei pensando no que andava executando em ações, e sobre as ações de pessoas a minha volta.

Por que eu dizia que odiava praia suja, se podia dizer que amo praia limpa? Por que eu dizia que detestava transito, se podia dizer que adorava ruas calmas? Besteira, pode parecer num primeiro momento. Mas devia ficar lamentando ou procurar mudar o que me é possível? É tão mais simples. Tão simplista o documentário, que num primeiro momento fica parecendo coisa de alguém a fim de lançar mais um manual de auto-ajuda. Ou aqueles sites de saiba como ficar rico agora...

Não que o documentário seja uma nova filosofia, ou algo que trará a solução mágica. Mas com certeza dá uma nova forma de vivenciar sua própria vida de maneira menos estressante, angustiante ou pessimista. A reflexão proposta é interessante e compensa parar um tempo e pensar sobre si mesmo.

Oras, somos mesmo responsáveis pelo que atraímos para nós. Canso de ver pessoas se posicionando diante da vida como vitimas de situações, mas quem buscou a situação, não foi uma terceira pessoa, e sim, nós mesmos. Logo, se sofro por uma traição, me sinto frustrada, é sinal de que estou deixando de valorizar uma nova possibilidade de conquista. Se fico lamentando as perdas, não consigo enxergar possíveis ganhos.

Isso não é milagre, é uma postura diante de vida. As escolhas são pessoais, e temos que aprender a ser responsáveis por elas. Não podemos continuar delegando aos outros essa responsabilidade.

O sentimento é pessoal e cada um é responsável pela forma como o utiliza. A pessoa que amo não é responsável por esse amor. O sentimento amoroso é meu, logo eu decido o formato desse amor. Assim como a raiva, que também é pessoal, quem deve dar conta desse sentimento, é quem a sente.

O medo nos dá a segurança de realizar ou ir com segurança, mas de forma exagerada é um bloqueador de conquistas. Da mesma forma que a coragem nos impulsiona, mas de forma exagerada, nos coloca em risco.

Porque eu vou estar num lugar que me incomoda, com pessoas que me desagradam, se posso estar com meus próprios desejos ou vitórias?

Ah, você ainda não sabe quem é, quais os seus desejos? Então está na hora de descobrir, se pretende ter vitórias e satisfações pessoais.

Como cobrar respeito dos outros, se não sabe onde deseja que lhe respeitem? E se sabe, cobre o respeito sobre si próprio.

Esse receio de desagradar, essa vontade de ser aceito pelos outros, não pode estar acima de agradar a si ou de aceitar-se. Como vão respeitar alguém que não tem vontades, sonhos, desejos? Ser apenas mais um no grupo, não dá o individual.

Um Não na hora certa, é bem mais positivo do que um Sim indesejado.
Muitas pessoas tem dificuldade em dizer “não” e acabam se colocando em situações que não gostariam de estar. Saber dizer “não” faz parte da vida de qualquer pessoa, porque você não tem obrigação de aceitar o que não deseja.
Tente passar apenas um dia, sem dizer a palavra não e verá a necessidade dela. Pessoas que passam à vida evitando o “não”, com certeza têm dificuldade com a felicidade pessoal.
O “sim” é bem vindo quando você deseja realmente. Se não quer, manifeste seu desejo de não querer.

Enfim, como disse, não quero transformar o “O Segredo” numa formula mágica, apenas utilizar alguns princípios interessantes nele sugeridos.

Gostaria de ver as pessoas que lamentam, aprendendo a sorrir mais, a ser responsável pelo seu próprio sorriso. Parar de ficar olhando pela janela a vida passando, esperando que alguém, e sabe-se lá quem seria esse alguém, trazer a tal felicidade embrulhada para presente. Jogando a responsabilidade num passado que não pode ser modificado, deixando de viver um presente, enquanto suspiram por um futuro diferente.

 

Leitura recomendada:

http://acoruja.haaan.com/ceticismo_metafora_quantica#_ref2

Voltar para Trabalhos e Reportagens

Uma Conversa | 1º Atend. OnLine | Continuando Terapia | Psicoterapeuta | Consultório em Recife | Responsabilidades | Esclarecimentos | Chat | Psicodrama | TDA, TDAH ou DDA | Critérios de Avaliação do TDA-H | Textos | Mídia Links | Pesquisando sobre Terapia On-line? | E-Mail | Mapa do Site