Logo @njinh@Má®

Se alguma das Poesias lhe agradar, mande para as pessoas que você gostar, pelo seu e-mail, é só clicar no menu Arquivo do seu navegador, escolha Enviar e depois em Página por Correio Eletrônico. Ou através do seus programas de chat. Faça a sua homenagem em datas especiais, ou crie você um dia especial para homenagear.

Todos os textos dos poemas são de minha autoria, a cópia ou divulgação sem minha autorização, terá como conseqüência, procedimentos dentro das Leis de Direitos Autorais. Pois todos estão registrados. 

Velejar

(Autoria: Márcia Homem de Mello)

Longe ou perto do Litoral.

Em pequenas ou grandes embarcações.

Pranchas ou canoas.

Em regatas de curtas ou grandes distâncias.

Passeando ou cumprindo metas solitárias.

Desafiando a natureza ou com cautela.

Exigindo o melhor de si e da navegação.

Muita ou pouca experiência.

Nada disso explica a beleza das velas ao vento.

O conjunto de cores e imagens inesquecíveis.

Muito menos a sensação de liberdade.

Ou a falsa percepção de conquistar o mundo.

Mas... O livre-arbítrio de ancorar é do capitão.